Saúde e Cuidados

Banho em cães. Mitos e verdades que você precisa saber.

Mitos sobre o banho em cães
Escrito por Regis de Paula

Mitos sobre o banho em cães. Vamos abordar este assunto de forma prática e sem preconceitos.

Quem não gosta de ver o seu animal de estimação sempre limpo e cheiroso? No entanto, o tema banho em cães é, em muitos casos, cercado de mitos e que estão distantes da realidade.

Pets precisam de banho

O primeiro deles é achar que assim como os animais selvagens, os pets não precisam de banho. Por isso, muitos acreditam que não há a necessidade de impor esta rotina aos nossos animais.  Engano completo. Lembre-se que os animais selvagens sempre encontram uma maneira de resolver a questão da limpeza. Pode parecer que não funciona, mas se rolando no chão e se esfregando em ambientes que possam ajudar a tirar pequenos objetos e parasitas de seu pelo, eles resolvem o problema. No caso de animais domésticos, o banho é uma questão de necessidade e saúde.

Nossos pets precisam de banho.

Nossos pets precisam de banho.

Nossos pets não tem os recursos naturais para se manterem limpos. Ao mantê-los em casa, não permitimos que procurem as alternativas para se limparem. Além disso, na maioria dos casos, temos uma rejeição aos odores naturais típicos de casa raça, o que compromete nossa relação prejudicando-os.

Quantos banhos devo dar?

Outro mito é dizer que não se pode dar banho com frequência nos pets. Na verdade, isso vai depender do tipo de pelo e da raça, ou se o animal possui alguma pré-disposição para doenças de pele. Por isso, é importante consultar um profissional sobre esta frequência e os produtos ideais para o banho. Lembre-se também que ao contrário de nós, que temos pouco ou quase nenhum pelo, nossos pets precisam, após o banho, de uma boa seção de secagem. Pelos e pele molhados favorecem a proliferação de microrganismo e aparecimento de odores desagradáveis além de doenças de pele.

A Secagem de animal é de extrema importância

A Secagem de animal é de extrema importância

Outra inverdade propagada sobre o banho dos animais está em dizer que compromete o PH da pele. Isso só acontece caso não se use os produtos adequados para a limpeza, como shampoos especiais.

No banho em cães, os ouvidos merecem atenção.

Há ainda um mito de que a água no ouvido pode causar otite. Pode sim… mas esse problema é facilmente evitado tomando os cuidados necessários.  Não jogue água nos ouvidos e durante o banho proteja-os com algodão. A limpeza interna deve ser feita com algodão embebido em produtos específicos para esse fim.

Não deixe entrar água no ouvido.

Não deixe entrar água no ouvido.

Estes são apenas alguns exemplos de teorias equivocadas sobre o banho. Na dúvida, é importante buscar informações para que o bem-estar e saúde do animal estejam garantidos.

Classificação
  • Qualidade do Post
  • Aplicação e uso
  • Conteúdo
4.7

Resumo

Se você gostou deste artigo, por favor deixe-nos a sua avaliação.
Utilize as Estrelinhas abaixo.

Você também pode tirar dúvidas, dar sua opinião e acrescentar informações nos comentários abaixo.

Muito obrigado!

Sending
User Review
3.5 (2 votes)

Sobre o autor

Regis de Paula

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notificar a